Martha Vasconcellos: Miss Universo de 1968

14/07/2017

http://www.missnews.com.br/historia/martha-vasconcellos-miss-universo-de-1968/

145    0

Por fmachado 13/07/2017 em Miss



A foto oficial das misses em Miami (Foto: O Cruzeiro)


Há 49 anos, Miss Brasil Martha Maria Cordeiro Vasconcellos era eleita no Miami Beach Auditorium, na Flórida, Miss Universo de 1968. Quando o apresentador Bob Baker anunciou o resultado Martha tomou um susto, pois não estava acreditando. Martha, que foi a segunda brasileira vencer o concurso, disputou o titulo com mais 65 candidatas. A produção do concurso colocou a Bossa Nova como tema central e as candidatas no palco cantaram em português Mas que Nada, de Jorge Ben. Martha Vasconcellos foi coroada pela Miss Universo de 1967, a norte-americana Sylvia Hitchcock.


 


As 15 melhores de maiô (Foto: O Cruzeiro)


A comissão julgadora foi composta por o jornalista japonês Hideo Den, embaixatriz da Guiana nos Estados Unidos Sara Carter, fotógrafo canadense Yousuf Karsh, o coordenador do concurso de Miss Brasil Cid Varela, Miss Universo de 1954 Miriam Stevenson Upton, o jornalista norte-americano Earl Wilson, o publicitário venezuelano Edwin Acosta Rubio, atriz israelense Orna Porat e o artista plástico sino-americano Dong Kingman. Em seguida tivemos o desfile das 15 finalistas de maiô.


 


O desfile de trajes típicos (Foto: Manchete)


As 15 semifinalistas foram Martha Vasconcellos (Brasil), Nancy Wilson (Canadá), Danae Monserrat (Chile), Anne Marie Braafheid (Curaçao), Dorothy Anstett (Estados Unidos), Leena Brusin (Finlândia), Elizabeth Cadren (França), Miranta Zafiropoulou (Grécia), Jennifer Summers (Inglaterra), Miriam Fridman (Israel), Daliborka Stojsic (Iugoslávia), Tone Knaran (Noruega), Anne Marie Hellqvist (Suécia), Apantree Prayutsenee (Tailandia) e Peggy Kopp Arenas (Venezuela).


 


Bob Baker entrevistando Martha e ela de maiô Catalina (Fotos: O Cruzeiro)


As cinco finalistas Dorothy Anstett, dos Estados Unidos, em quinto lugar; Peggy Kopp Arenas, da Venezuela, em quarto lugar, Leena Brusin, da Finlandia em terceiro lugar, Anne Marie Braafheid, de Curaçao em segundo e Martha Vasconcellos do Brasil, em primeiro lugar. Também tivemos Yasuyo Iino, do Japão, como Miss Simpatia; Daliborka Stojsic, da Iugoslávia, como Miss Fotogenia e Luz Elena Restrepo, da Colômbia, como o melhor traje típico. Miss Curaçao, Anne Marie Braafheid, quebrou um tabu e primeira vez uma negra chegava ao Top 5.


 


Peggy, Anne, Martha, Leena e Dorothy, as cinco finalistas (Foto: Manchete)


Participaram do concurso: Monica Fairel (Africa do Sul), Lilian Atterrer (Alemanha), Maria Del Carmen Vidal (Argentina), Sandra Croes (Aruba), Lauren Jones (Austrália), Brigitte Kruger (Áustria), Brenda Fountain (Bahamas), Sonia Commen (Belgica), Victoria Martin (Bermudas), Roxana Chávez (Bolivia), Ilse de Jong (Bonaire), Martha Vasconcellos (Brasil), Nancy Wilson (Canadá), Sheila Jayatilleke (Sri Lanka), Danae Monserrat Sala Sarradell (Chile), Yasmin Saif (Cingapura), Luz Elena Gonzalez (Colombia), Elizabeth Tavares (Congo), Kim Yoonjung (Coreia do Sul), Ana Maria Rivera (Costa Rica), Anne Marie Braafheid (Curaçao), Gitte Broge (Dinamarca).


 


Miss Curaçao, Anne Marie Braafheid, de maiô, traje de noite e maiô (Foto: O Cruzeiro)


Também Priscila Gonzalez (Equador), Helen Davidson (Escócia), Yolanda Urquijo (Espanha), Dorothy Catherine Anstett (Estados Unidos), Rosario Zaragoza (Filipinas), Leena Brusin (Finlandia), Elizabeth Cadren (França), Miranta Zafiropoulou (Grécia), Arlene Chaco (Guam), Claudie Paquin (Haiti), Nathalie Heyl (Holanda), Nora Guillén (Honduras), Tammy Yan-Yan (Hong Kong), Sadie Sargeant (Ilhas Virgens), Anjum Barg (India), Jennifer Summers (Inglaterra), Tiffany Scales (Irlanda), Helen Knuttsdóttir (Islandia), Miriam Fridman (Israel), Cristina Businari (Italia), Daliborka Stojsic (Iugoslavia), Marjorie Bronfield (Jamaica).


 


Dorothy Anstett, Leena Brusin e Peggy Arenas (Fotos: O Cruzeiro)


Ainda Yasuyo Iino (Japão), Sonia Faris (Líbano), Lucienne Krier (Luxemburgo), Maznah Ali (Malásia), Kathleen Farrugia (Malta), Perla Muñoz (México), Margine Morales (Nicarágua), Tone Knaran (Noruega), Christine Antunovic (Nova Zelandia), Sachie Kawamitsu (Okinawa), Judith Radford (Pais de Gales), Maria Brambilla (Peru), Marylene Carrasquillo (Porto Rico), Ana Maria Perez (Republica Dominicana), Anne Marie Hellqvist (Suécia), Jeannette Biffiger (Suiça), Apantree Prayutsenee (Tailandia), Rekaia Dekhil (Tunisia), Zumal Aktan (Turquia), Graciela Minarrieta (Uruguai) e Peggy Kopp Arenas (Venezuela).


 


O grito de espanto de Martha ao ser anunciada Miss Universo de 1968 (Foto: O Cruzeiro)


http://www.fernandomachado.blog.br/novo/?p=177431

Talvez você se interesse também por:
rodriguezmatute • 13/07/2017

Miss Venezuela es Peggy Kopp

Ⓒ MissesNews.com.br  |  Desenvolvimento: