Miss America suspende CEO por e-mail misógino

23/12/2017

http://www.missnews.com.br/noticias/miss-america-suspende-ceo-por-e-mail-misogino/

50    0

"O Conselho de Administração da Organização Miss America hoje votou para suspender o presidente executivo e CEO Sam Haskell", afirmou.


JORNAL OPINIÃO GOIÁS: 23 DEZEMBRO 2017 – 14:18


O concurso Miss America suspendeu seu CEO na sexta-feira, depois que dezenas de estranhas rainhas exigiram que ele descesse por vazios e emails internos que continham linguagem misógina, gordo e vagabunda. A decisão foi anunciada diante de uma crescente pressão nos meios de comunicação, já que os Estados Unidos continuam a lidar com uma tortura de fúria sexual que leva a homens poderosos de Hollywood, ao entretenimento e à política. “O Conselho de Administração da Organização Miss America hoje votou para suspender o presidente executivo e CEO Sam Haskell”, afirmou. “O conselho realizará uma investigação aprofundada sobre alegadas comunicações inadequadas e a natureza em que foram obtidas”. HuffPost publicou e-mails vazados na quinta-feira que incluiu uma vulgaridade para se referir aos vencedores do passado, os ex-vencedores sendo rotineiramente malignos e a vergonha de um sobre seu peso e vida sexual, com Haskell chamando-a de “um lixo”. O site de notícias citou inicialmente a Miss America Organization dizendo que foi notificado sobre os e-mails há meses e disparou um escritor de transmissão – o “autor mais flagrante de comentários inapropriados”. “O Conselho tem plena confiança na equipe de liderança Miss America Organization”, disse HuffPost citando a organização. Mas, nos produtores do show de prêmios da sexta-feira, Dick Clark Productions anunciou que havia cortado os laços com Miss America depois de terem informado os e-mails vários meses atrás. “Ficamos chocados com o seu conteúdo inaceitável e insistiu, nos termos mais fortes possíveis, que o conselho de administração da Miss America Organization realize uma investigação abrangente e tome as medidas adequadas para resolver a situação”, afirmou em um comunicado enviado à AFP. “Pouco tempo depois, renunciamos aos nossos cargos e notificamos a MAO de que estamos encerrando nosso relacionamento com eles”, acrescentou. Dezenas da ex-Miss Américas, incluindo uma coroada de 87 anos de idade, em 1948 e ex-anfitriã da Fox News, assinaram uma carta aberta exigindo demissões do CEO, presidente e presidente do conselho da organização. “Estamos firmemente contra o assédio, o bullying e a vergonha – especialmente das mulheres – através do uso de termos depreciativos destinados a depreciar e diminuir”, disse HuffPost citando a carta. “Como Miss Américas, rejeitamos fortemente as caracterizações erradas de nós tanto coletivos como individualmente. Também rejeitamos os esforços em andamento para dividir nossa irmandade e as tentativas de nos enfrentar uns contra os outros”. Os signatários incluíram Gretchen Carlson, que estabeleceu um processo de assédio sexual em 2016 contra o chefe da Fox News, Roger Ailes, por um relatório de US $ 20 milhões, o que precipitou sua partida da rede. Tammy Haddad – um membro do Conselho de Organização da Miss América cuja demissão também foi exigida na carta aberta sexta-feira – já desistiu, informou a mídia norte-americana.



 

Talvez você se interesse também por:

Nenhum comentário postado para este post.

Ⓒ MissesNews.com.br  |  Desenvolvimento: