Miss Universo, a possível porta de entrada de Trump na Rússia

11/07/2017

http://www.missnews.com.br/noticias/miss-universo-a-possivel-porta-de-entrada-de-trump-na-russia/

38    0

11/07/17 10:28


O Globo,Com agências internacionais Tamanho do textoA A A
NOVA YORK - Em meados de 2013, quando o concurso Miss Universo foi sediado na Rússia, o presidente americano Donald Trump — dono da franquia responsável pelo concurso de entretenimento — fez menção à possibilidade de se tornar “o novo melhor amigos” do chefe de Estado russo, Vladimir Putin, tendo o evento como pontapé inicial para um possível encontro. Putin não compareceu à disputa das beldades, mas o concurso fez com que Trump conquistasse acesso a uma série de pessoas relacionadas ao Kremlin, sede do governo russo.


No último domingo, o jornal “The New York Times” revelou que o filho do preisdente americano, Donald Trump Jr., se encontrou com a advogada russa Natalia Veselnitskaya em plena campanha eleitoral de 2016, tendo sido informado que ela acreditava ter material prejudicial sobre a então adversária democrata Hillary Clinton. O jornal disse que o assessor Rob Goldstone — presidente da empresa de marketing Oui 2 Entertainment, que trabalhava para o Miss Universo — indicou em mensagem enviada ao filho mais velho de Trump que o governo da Rússia era a fonte de informações potencialmente prejudiciais sobre a democrata.


Goldstone teria declarado ao jornal “The Washington Post” que a reunião com o filho de Trump era com um cliente, identificado na segunda-feira como Emin Agalarov, cantor pop russo, que estava acompanhado por Natalia. Goldstone trabalhou para Agalarov, que tem junto ao pai uma empresa imobiliária na Rússia.


Em 2013, então, Trump elegeu os Agalarov como anfitriões da edição do Miss Universo de 2013 em Moscou e chegou a conversar sobre a construção de uma Trump Tower na capital russa, segundo o “NYT”. Os Agalarov tem uma boa relação com Putin. Pouco antes do concurso americano, o presidente russo condecorou o pai com Ordem de Honra, um dos principais reconhecimentos civis da Rússia. O ocorrido no evento de beleza é apenas mais um ponto de intriga em meio às investigações do FBI sobre a interferência da Rússia nas eleições presidenciais americanas.


Durante anos, Trump tentou firmas laços comerciais com a Rússia, mas sem muito sucesso até o Miss Universo em Moscou. Segundo o “NYT”, o concurso de beleza foi um momento significante para solidificar negócios em Moscou. Durante a visita, os Agalarov e Herman Gref — ex-ministro da Economia da Rússia e atual diretor-executivo do banco estatal Sberbank PJSC — ofereceram um jantar de honra a Trump na noite do evento.


Em comunicado, Donald Trump Jr. admitiu o encontro com a advogada russa, mas minimizou sua relevância, afirmando que ela não forneceu nenhuma informação de valor sobre Hillary Clinto. O Kremlin nega relação com Natalia, e ela mesma diz que a reunião com o filho de Trump foi sobre sanções americanas contra autoridades russas. 


https://extra.globo.com/noticias/mundo/miss-universo-possivel-porta-de-entrada-de-trump-na-russia-21576271.html

Talvez você se interesse também por:

Nenhum comentário postado para este post.

Ⓒ MissesNews.com.br  |  Desenvolvimento: