Neta de quebradeira de coco, Miss Piauí 2017 conta a sua trajetória da infância humilde à coroação

19/07/2017

http://www.missnews.com.br/noticias/neta-de-quebradeira-de-coco-miss-piaui-2017-conta-a-sua-trajetoria-da-infancia-humilde-a-coroacao/

44    0

Em entrevista ao Portal AZ, Monalysa Alcântara conta a sua história de vida, sonhos e planos para o futuro. Confira!


Por Marta Alencar19 de Julho de 2017, 10:39


Em visita à redação do Portal AZ, a Miss Piauí Be Emotion 2017 Monalysa Alcântara contou sua trajetória de vida, como a perda do pai aos cincos anos, seu sonho de ser professora e administradora de empresa, além de suas aventuras pelo Piauí. A miss também falou dos planos para a fase final do Miss Brasil, que ocorre no próximo mês em São Paulo.


Apesar de ter alcançado o título de Miss Piauí Be Emotion 2017, a jovem Monalysa Alcântara, de apenas 18 anos, não esquece as suas origens. Mesmo andando de salto alto nas passarelas, a Miss não abre mão de caminhar de pés descalços no chão batido e na mata quando visita União, município onde seu pai nasceu.


A coragem, a determinação e a força são qualidades que ela afirma ter herdado do pai, que faleceu quando Monalysa tinha cinco anos de idade. E são as características dele, além do anseio de fazer a diferença, que a jovem declara que levará para a fase final do Miss Brasil, que acontecerá no dia 19 de agosto, em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, e será transmitida pela Band.


Natural de Teresina, Monalysa reside atualmente no bairro São Cristovão, na zona leste. O sonho de ser modelo surgiu na infância, mas o desejo de abrilhantar como Miss nasceu na adolescência. “Sempre quis ser modelo. Já o sonho de Miss era um sonho distante na infância. Porque não se via muitas negras participando de concursos de beleza nessa época, é por isso que eu não acreditava muito que um dia participaria e teria chances de ganhar. Nessa fase também me sentia muito feia e não gostava do meu cabelo e da minha magreza. E por causa disso recebi muitos apelidos. Mas foi na adolescência que as coisas foram mudando e assumi meus cachos e minha personalidade. E busquei na moda, um refúgio e uma porta. E aos 16 anos, comecei a estudar, a gostar de concursos de beleza e a desfilar nas passarelas”, narra a jovem.


Durante a competição para a entrega do título estadual promovida pela emissora Band Piauí, Monalysa declarou que através da história e da vitória de Raíssa Santana no Miss Brasil 2016, ela se sentiu motivada a participar do concurso. “Se teve esse período tão longo para uma negra se tornar uma Miss Brasil (Raissa foi a segunda negra a vencer o concurso na história. Há mais de 30 anos, a gaúcha Deise Nunes levou o título e se tornou a primeira Miss Brasil negra), levando em conta que a boa parte da população é negra, tem algo errado ainda aí e que precisa ser mudado. Não é que ao participar eu vou ter algum tipo de cota ou favorecimento, não estou falando isso. E quando ouvi a Raíssa contando a história, eu e tantas outras garotas se reconheceram. Acredito que agora posso lutar igualmente com as outras candidatas. E esse foi um dos motivos de eu ter participado do concurso”, destaca.



Atributos da Miss
Mesmo com o falecimento do pai aos cinco anos de idade, Monalysa conta que até hoje as pessoas elogiam o caráter e a personalidade dele. “Meu pai é a minha referência. É claro que a minha mãe foi e é importante para mim. Ela é supervisora de uma madeireira e tem muitas qualidades, como uma força muito grande e que a ajudou sustentar os filhos. Já meu pai, ouço muito até hoje, do quanto era honesto, simples, humilde e como ajudava as pessoas. E eu não esqueço essas características, justamente para basear nelas e orgulhar ele onde estiver. Porque sinto com tantas histórias dele, que ele não morreu, sabe?! Porque temos muitas coisas em comum, como a cor. E é por isso que sempre busquei me inspirar nele”, disse.



Neta de quebradeira de coco babaçu, Miss se orgulha da história da família
Ainda segundo a jovem, a família sempre a ensinou a ter garra, foco e a não desistir dos sonhos. “A minha família é um grande exemplo de que nunca posso desistir. E de que se você for pobre não significa que você não pode ‘subir’ e vencer na vida. Meu pai veio de um interior pobre e que só agora chegou energia lá. Meu pai teve a oportunidade de vencer, ingressou em uma família, quando criança, focada na área do Direito, e ele estudou bastante, trabalhou e entrou na polícia civil. Ele era a prova de que você tem batalhar. A família do meu pai era muito grande e bastante pobre. A minha avó era quebradeira de coco babaçu e meu avô era vigia de uma escola em Teresina. E foi quando meu pai decidiu mudar de realidade e veio para Teresina, onde adotado pelos padrinhos dele. E aqui ele conseguiu melhorar de vida e ter condições de ajudar meus tios. Até hoje meus tios são muito agradecidos, pelo o que meu pai fez pra eles”.


Monalysa sonha em ser professora
A partir do exemplo e da superação do pai, Monalysa declara que sempre acreditou na educação e por isso almeja um dia exercer o cargo de professora. “Acredito muito na educação e creio que ela pode salvar o Brasil. É claro que esse sonho foi deixado de lado nesse momento, porque estou focada em outros projetos, mas é meu sonho e ainda quero trabalhar com isso e levar conhecimento para muitas pessoas. E creio que sendo Miss posso levar isso também”, disse. A jovem já é ingressa do curso em Administração de Empresas e acredita que a área é essencial para a vida. “É um curso que vai me ajudar bastante, principalmente porque pretendo montar meu próprio e trabalhar com beleza. Também porque quero aprender tanto a administrar meu negócio como a minha vida”, acrescenta.



Bela do Piauí diz como faz para manter a beleza e que passa até duas horas cuidando do cabelo
A beleza e o charme da mulher negra distribuídos em um corpo escultural de 58kg e 1.77m. E foram tais atributos físicos, além do belíssimo sorriso, que destacaram a teresinense diante das outras finalistas na disputa estadual. É por isso que quanto às dicas de beleza, Monalysa confessa que passa mais até duas horas cuidando do cabelo.


“Se tem uma coisa que sei e que gosto de fazer é de cuidar do meu cabelo. Às vezes fico uma ou até duas horas, só cuidando do cabelo e não fico cansada de fazer isso. Porque o meu cabelo é uma forma de me expressar. Então sempre procuro cremes para cabelos cacheados para hidratá-lo bastante. Porque hidratação é vida, principalmente por causa do nosso clima. Além disso, utilizo óleos para equilibrar a oleosidade e produtos específicos”, elenca.


Mas ela acrescenta que não utiliza pente para o cabelo. “Uso o pente garfo para dar volume, mas o pente em si não uso, porque ele quebra muito o cabelo cacheado. Uso os dedos e algumas técnicas que aprendi com os tutoriais no Youtube. Então indico paras as garotas acompanharem esses tutoriais para ter um cabelo saudável”.


A Miss Piauí 2017 também conta que bebe bastante líquido e que sempre tem o cuidado de retirar a maquiagem para manter a pele saudável. “É muito importante cuidar da pele, como dos lábios. Confesso que não tinha esse hábito de hidratar os lábios”.


Curiosidades e a fase final do concurso


Desde o título de Miss Piauí, Monalysa Alcântara declara que não teve tempo para descansar. “Ainda estou no pique desde o confinamento. E agora tenho feito uma bateria de visitas e várias entrevistas. E tudo isso é importante para a divulgação e para unir o Piauí nessa batalha. Porque eu acredito que só vou fazer um bom papel na fase final do Miss Brasil, se contar com a união e a força do meu estado. É claro que ainda tem outras questões, como o curso de inglês, treinar a oratória, pesquisar muito e entender mais os assuntos da atualidade no país. A minha preparação está baseada nisso”, destaca.


Quando questionada sobre a sua maior qualidade, Monalysa declara que é o de não querer ser como as outras pessoas e de fazer a diferença. “Sempre gostei de ser diferente e de fazer a diferença. Fazer algo novo e inovar”. Enquanto, o seu maior defeito é o esquecimento. “Esqueço muitos os objetos, mas sou muito determinada e gosto de aprender, então é por isso que decidi comprar uma agenda para não esquecer de mais nada”, confessa.


A Miss também se inspira na modelo da marca internacional Victoria´s Secrets, Laís Ribeiro, que é piauiense. Ela também gosta de ouvir Karol Conka, praticar vôlei e comer Maria Isabel.



Miss Piauí em visita à redação do Portal AZ


https://www.portalaz.com.br/noticia/gente-e-tv/399754/neta-de-quebradeira-de-coco-miss-piaui-2017-conta-a-sua-trajetoria-da-inf

Talvez você se interesse também por:

Nenhum comentário postado para este post.

Ⓒ MissesNews.com.br  |  Desenvolvimento: